segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Novos vestigios romanos em Terras de Tavares

No pretérito dia 14 de Fevereiro deslocámo-nos, juntamente com o Sr. Horácio Peixoto, à Corvaceira para visitar uma sepultura escavada na rocha, que em 2005 tinha sido ali identificada (CNS 24251 – Quinta do Grilo[1]Coord. 40º36’58.40”N; 07º38’15.67”O).


Fig. 1: Extracto da f. 190 da Carta Militar de Portugal, Esc. 1:25000
Legenda: A: Sepultura escava da rocha do Rascão
[1]; B: Vestigios romanos das Rigueiras; C: Vestígios romanos dos Matados

Ao deslocarmo-nos do caminho de terra batida paralelo à A25 para a referida sepultura verificá-mos que à superficie de um terreno lavrado, a cerca de 100m SE da sepultura (Coord. Do ponto central do terreno: 40º36’55.58”N; 07º38’13.08”E), apareciam muitos fragmentos de tegulae, sendo possível observar alguns fragmentos de cerâmica comum e um fragmento de terra sigillata. Nos muros delimitadores da propriedade encontram-se diversos fragmentos de tegulae.



Compulsada a bibliografia disponivel para esta área (Gomes e Carvalho, 1992; Vaz, 1997) e a base de dados Endovelico verificou-se não existir qualquer registo de vestígios arqueológicos neste sítio.


Os vestígios arqueológicos romanos identificados mais próximos localizam-se a cerca de 1500m/SO nos Matados (CNS-24248; Gomes e Carvalho, 1997, p. 24).

Fig. 2: Vista aéra dos sítios identificados
A área a sombreado refere-se à extensão dos vestígios romanos observados.
Base: GoogleEarth


Fig. 3: Fotografia do terreno vendo-se diversos fragmentos cerâmicos

Referências Bibliográficas:
GOMES, Luis Filipe Coutinho, CARVALHO, Pedro Sobral de (1992) – O Património Arqueológico do concelho de Mangualde. Mangualde: Câmara Municipal de Mangualde.
VAZ, João L. da Inês (1997) – A Civitas de Viseu: Espaço e Sociedade. Coimbra. Comissão de Coordenação da Região Centro.
Notas:
[1] No Levantamento efectuado em 2005 o local desta sepultura foi identificado como Quinta do Grilo, com base em informações de populares, mas hoje sabemos que se trata do sítio do Rachão. A Quinta do Grilo localiza-se a NE deste local.

1 comentário:

joão oliveira disse...

É mais um achado romano em terras de tavares e o PPN fez muito bem em fazer a sua publicação.

um abraço